O Rugido da Síndrome K

Em um mundo onde o metal reina supremo, a Síndrome K emerge como uma força avassaladora, trazendo consigo uma mistura intensa de thrash metal com influências de outras vertentes do gênero. Com uma sonoridade mais moderna e letras densas, cantadas em português, eles estão prontos para deixar sua marca na cena musical.

O power trio formado por Lula Souto no vocal e baixo, Volfer Freire na guitarra e Pedro Hugo na bateria, uniu-se em 2016 com a paixão em comum pelo thrash metal clássico. Inicialmente, eles começaram tocando covers de lendárias bandas como Metallica, Megadeth, Pantera e Slayer, buscando aprimorar suas habilidades e se conectarem com as raízes do gênero.

Contudo, em um momento de inspiração e determinação, a Síndrome K decidiu dar um passo além e transformar o projeto cover em uma jornada autoral. Foi assim que, no final de 2019, nasceu a ideia de criar um álbum de estreia que refletisse a identidade única da banda.

Em 2020, eles adentraram o estúdio para gravar seu debut álbum. O resultado foi um conjunto poderoso de 12 faixas, iniciando com uma introdução que prepara os ouvintes para a tempestade sonora que está por vir. A partir daí, cada música é uma explosão de energia, combinando a agressividade do thrash metal tradicional com nuances melódicas, criando uma experiência auditiva intensa e catártica.

O que torna a Síndrome K ainda mais ousada é a escolha de cantar em português. Essa decisão não apenas permite que eles se expressem de forma mais autêntica, mas também busca democratizar o thrash metal, aproximando-se dos ouvintes de maneira direta e impactante. As letras carregam uma mensagem incisiva e provocativa, tratando de questões sociais, políticas e existenciais com uma visão afiada e contundente.

Com o lançamento do álbum, a Síndrome K está pronta para conquistar os palcos e encantar multidões sedentas por riffs poderosos e batidas avassaladoras. Sua música é um convite para mergulhar em um universo sonoro intenso, onde a energia pulsante do thrash metal se funde com uma abordagem contemporânea e visionária.

Prepare-se para ser envolvido pelo rugido da Síndrome K, uma banda determinada a deixar sua marca na história do metal e a incendiar corações com seu poderoso som.

Por: Evandro Neves

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *